Salto Alto: Conheça a História do Sapato Queridinho das Mulheres

Apesar de não se saber exatamente quem criou o salto alto, é possível encontrar uma versão primitiva nos murais do Egito antigo datados de 3500 a.C., sendo o calçado usado apenas pelas classes mais altas.

Durante a Idade Média, surgiu uma espécie de calçado com solado de madeira, considerado o verdadeiro precursor do salto alto. A função desses sapatos de salto eram manter longe da lama e de outros detritos das ruas os materiais caros e frágeis dos calçados baixos que eram usados pela nobreza.

Em seguida, surge, na Turquia, por volta do ano de 1400, o chopine, sapatos do tipo plataforma que se tornaram populares por toda a Europa, sendo usado apenas por mulheres. Alguns sapatos de salto eram tão altos, que as mulheres precisavam de bengalas ou da ajuda dos servos para ficarem de pé. Os venezianos, por sua vez, foram responsáveis por transformar a peça e deixá-la mais luxuosa, sendo um símbolo de status, riqueza e posição social.

historia-sapatos-salto-alto

Por volta de 1500, os calçados começaram a ser confeccionados em duas partes separadas, uma parte superior mais flexível e uma inferior de sola dura e pesada. Nessa época, esse modelo de sapato de salto alto foi disseminado pelos cavaleiros, tanto homens quanto mulheres, que o usavam para equitação. Em seguida, saltos mais finos e elegantes entraram em cena e uma das responsáveis por popularizar o salto alto como moda foi Catarina de Médici, esposa do rei da França Henrique II, que encomendava seus sapatos a um artesão italiano.

-> Veja também: Os diferentes tipos de salto alto!

O rei Luís XIV também foi outro responsável por popularizar o sapato de salto alto, além de decretar que apenas a alta nobreza poderia fazer uso desse calçado, sendo o modelo um símbolo de luxo e poder.

Com a revolução, em 1971, os saltos perderam força, retornando como moda apenas por volta de 1800 e espalhando-se por toda América. Entre o final do século XIX e o começo do século XX, os mais diversos saltos foram vistos nos pés das estrelas de Hollywood, o que contribuiu imensamente para a sua popularização.

O Salto Alto nos Dias Atuais

historia-sapatos-salto-alto-2

Atualmente, o sapato de salto, com certeza, é item indispensável no armário de qualquer mulher. Para as mulheres mais discretas e básicas, um bom e clássico scarpin com salto alto é o calçado ideal, pois, combina com tudo – desde vestidinhos até looks mais sociais para trabalhar – e dá um up em qualquer produção.

Já para as mulheres mais ousadas e modernas, montar uma produção com uma sandália anabela com salto trançado é a pedida certa para looks fresquinhos e com a cara do verão.

Você conhece mais alguma curiosidade sobre a origem do salto alto? Conte para gente!

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *